Dia dos Mortos e Caveiras Mexicanas / Lo día de los muertos!

As caveiras surgiram com a festa do Dia dos Mortos, obviamente no México, que foi feita para honrar os falecidos, mas não pense que é uma festa triste, pelo contrário, é uma festa bem animada cheia de comida, alegria e caveiras.

As caveiras nessa festa podem representar duas coisas: a primeira dela é uma sátira social, em que as pessoas montam músicas com essas caveiras, que são uma sátira à alguma personalidade conhecida; o segundo significado vem com a comida, no Dia dos Mortos são confeccionadas caveirinhas de açúcar, que contém os nomes dos parentes de certa família já mortos, elas são degustadas durante o período da festa para relembrar os parentes.


As caveiras mexicanas são sempre enfeitadas com cores alegres, motivos florais e desenhos de diamantes, que contrasta bastante com o aspecto fúnebre e triste do esqueleto, dando assim um efeito belíssimo.

No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade.

Mexican Sugar Skull

As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os astecasmaiaspurépechasnáuatles e totonacas praticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrá-los durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento.

Skull Mexican

O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a “Dama da Morte” (do espanhol: Dama de la Muerte) – atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada – e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos.

É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças são as caveirinhas de açúcar.

 

 

mexican skull  - chair

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s