NANA by Yazawa Ai

NANA é uma série de mangá criado pela mangaka Ai Yazawa (também criadora de Paradise Kiss), e serializado na revista Cookie, publicada pela Shueisha. Os primeiros doze volumes do mangá acumularam mais de 22 milhões de cópias vendidas. Foi adaptado para dois longa-metragens live-action de considerável sucesso dirigidos por Kentaro Otani, lançados respectivamente em 3 de Setembro de 2005 e 9 de Dezembro de 2006. A série também recebeu uma adaptação para anime de 47 episódios pelo estúdio Madhouse. A série conta a história de duas garotas de diferentes personalidades, ambas chamadas Nana, que acabam se tornando amigas “por obra do destino”.


Tóquio: a metrópole dos sonhos, das oportunidades, das grandes realizações pessoais. Nana Komatsu (“Hachi”) está a procura de um lugar para se sentar no trem que parte rumo a capital nipônica. Ela viaja com o intuito de encontrar seu namorado, Shouji, e arrumar um emprego. Coincidentemente, ela senta ao lado de Nana Osaki, que estava viajando para o mesmo destino, carregando consigo um grande sonho: torna-se uma grande ícone da música. Vocalista de sua banda punk “Blast”, Nana Osaki almeja fazer uma grandiosa performance no “Blast”, local onde seu namorado, Ren, é o guitarrista de uma banda muito popular, os “Trapnest”. Compartilhando o mesmo nome “Nana”, as duas garotas rapidamente criam um forte laço de amizade. Seus caminhos se cruzarão novamente quando ambas se vêem na procura de uma acomodação. Eventualmente, as garotas decidem morar no mesmo apartamento e, com isso, a amizade aumenta. E, assim, caminham as “Nanas”: enfrentando as loucuras de suas vidas e carreiras.

Komatsu Nana é uma jovem comum. Gosta de sair para as compras, conversar e namorar. Seu jeito infantil e dependente faz todos a seu redor se aproximarem e se preocuparem. Seu sonho é viver com seu namorado e conquistar a tão sonhada independência.

Oosaki Nana é uma jovem incomum. Seu estilo góticopunk e beleza a destacam em meio a multidão. É dona de uma voz poderosa e vocalista de uma banda de punk-rock. Seu objetivo é se mudar para a capital japonesa e viver de sua música lá.

Anime


Título: NANA
Formato: Série de TV
Episódios: 47 + 4 Especiais
Gênero: [Comédia] [Drama] [Romance] [Shoujo]
Lançado em: Abril / 2006 até Março / 2007
Estúdio: Madhouse Studios

Assista as duas temporadas online aqui: http://animalog.com.br/category/animes-online/nana

Live Action

Comentários do primeiro filme: Começando pelos atores, achei que as escolhas não poderiam ter sido melhores. Adorei os atores escolhidos, a Nana e a Hachi ficaram perfeitas. A atriz que fez a Hachi é a mesma que fez Tada, Kimi wo Aishiteru, demorei um pouco para reconhecer porque ela está muito diferente nesse filme, mas ela estava ótima. A Nana e os outros integrantes do Black Stones também foram muitos muito bem escolhidos, com exceção do Shin, que eu não gostei da escolha do ator, mas todos ou outros estavam realmente parecidos com o anime. Adorei o ator que colocaram para fazer o Nobu, já tinha assistido um dorama com ele e achei que a escolha foi perfeita. A atuação de todos foi ótima nesse filme, não tenho do que reclamar nesse ponto, e eu gostei muito do filme, não foi cansativo em nenhum momento, apesar de eu ter assistido logo depois de ver o anime.

Comentários do segundo filme: Nesse segundo Live uma mudança muito importante acontece: eles mudam a atriz que fez a Hachi para outra e eu não gostei nem um pouco. Primeiro porque eu gosto muito da outra atriz e segundo porque eu não gostei da substituta, nem de longe ela atua tão bem quanto à do primeiro Live e, como no segundo filme a história está toda voltada para a Hachi isso deixou o filme cansativo. Não que eu tenha odiado, mas poderia ter sido muito melhor. A atriz que interpretou a Nana foi ótima em ambos os filmes, e acho que ela é muito parecida com a personagem, o que ajudou bastante. Mas no geral eu não gostei muito do segundo.

Comentários gerais: Um problema do Live é que não são as mesmas músicas do anime. As músicas o Live são até boas, mas não se comparam às do anime. Já a história é realmente igual a do anime, não muda muita coisa, segue-se tudo muito fielmente, o que também quer dizer que, dependendo se você gostou ou não do anime, você terá a mesma reação em relação à história do Live. Eu, como não gostei do final do anime, continuei não gostando do final do Live, mas como apesar disso eu ainda sou fã de Nana, eu posso dizer que, se você já assistiu o anime, têm que assistir o Live também. Se ainda não viu o anime, assista-o antes de ver os filmes. Porque, para quem ainda não viu o anime, acho difícil de entender de fato a história. As versões para filmes de animes no Japão normalmente não são feitas para pessoas que não viram o anime, eu digo isso porque normalmente é muito complicado entender a história, enquanto eu assistia aos filmes de Nana eu me perguntei se era possível entender a história sem ter assistido ao anime primeiro e a resposta é que não, pelo menos não acho que eu entenderia.
Mas fica aí a dica, para quem não viu os filmes ou para quem não viu o anime ainda, é bom que esteja assistindo, afinal Nana é um clássico e é uma história que sempre me faz pensar.
DOWNLOAD NANA LIVE ACTION 1
DOWNLOAD NANA LIVE ACTION 2
DOWNLOAD NANA LIVE ACTION 1 E 2
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s