Reflexões de Photoshop

Estou aprendendo a usar Photoshop com relativa facilidade, com ajuda, claro, de vários tutoriais pelos blogs e fóruns que existem por aí… Acho super bacana manipular fotos e fazer isso bem exige talento e paciência, mas hoje resolvi falar do outro lado da história:



decidi não manipular fisicamente as minhas fotografias. Tá, é legal, mas aquele resultado não sou eu. E é isso que eu penso. É claro que me refiro à manipulação caseira de fotos pessoais. Conheço pessoalmente algumas pessoas que, nas fotos, são magras, têm dentes branquinhos e olhos brilhantes – mas só GRAÇAS AO PHOTOSHOP. Na realidade é outra coisa… completamente diferente! E digo o mesmo sobre capas de revista, ensaios sensuais, e talz… eu reconheço uma boa manipulação, parabenizo pelo trabalho, mas particularmente dou muito mais valor à arte, à capacidade de encontrar bons ângulos, boa luz, capturar aquele instante, aquele olhar em centésimos de segundo… nossa, pra mim isso realmente é um trabalho bonito! A capacidade de capturar momentos reais e naturais com qualidade… Encontrar beleza e não fabricá-la. E no caso de fotos ensaiadas, a capacidade de quem está sendo fotografada de uma boa “atuação”. Continuo admirando a técnica e habilidade de quem manipula fotos, acho isso admirável, mas ainda acredito que seja um trabalho técnico. Passar photoshop em cada bendita fotografia que você tira com seus amigos, namorado, família, na escola, sei lá mais o que, é muita apelação… principalmente porque na maioria das fotos que eu vejo, a pessoa só modifica a si mesma – nem há preocupação em melhorar a imagem como um todo! Isso é um reflexo de uma sociedade extremamente egoísta, insatisfeita e carente de atenção, o que é uma pena.

Ao invés de encontrar beleza nas coisas ou nas pessoas, prefere modificar-se constantemente: plástica, silicone, cremes, agora é necessário estar perfeitamente de acordo com o padrão em cada foto que tirar com sua turma (e ironicamente, adotar um discurso de rebeldia como lema nas legendas – sou diferente e me orgulho disso. Será que é mesmo?). Mas aí estou entrando na polêmica dos posers que é assunto pra outro post.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s